Notícias

Tribunal de Contas conclui manual que padroniza auditorias na gestão pública do MS

O Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul, avança mais um passo na busca por uma Corte cada vez mais ágil e moderna e conclui os manuais de auditoria de conformidade, com diretrizes que permitem avaliar melhor a gestão pública no Estado e municípios. A apresentação do “Manual de Auditoria de Conformidade” foi feita pelo diretor de gestão e modernização do TCE-MS, Douglas Avedikian ao presidente da Corte, conselheiro Waldir Neves, na tarde desta quarta-feira, 05 de julho. Logo após, foi realizada uma explanação técnica pela auditora de controle externo e supervisora, Valéria Saes Cominale Lins.
 
 
A elaboração dos manuais de auditoria do TCE-MS foi uma iniciativa do presidente da Corte de Contas, conselheiro Waldir Neves, para oferecer aos técnicos e conselheiros subsídios por meio da disseminação das modernas técnicas de auditoria de conformidade internacionalmente reconhecidas. “Esse manual que conseguimos graças aos nossos auditores que trabalharam com empenho e com responsabilidade, vem para padronizar as ações desenvolvidas pelo Tribunal de Contas, decisões que antes eram discrepantes uma da outra agora com o manual terão um entendimento único sobre determinados assuntos”.
 
O presidente ainda acrescentou: “Dará mais credibilidade ao Tribunal, mostrando para a sociedade que o TCE-MS é um órgão efetivamente comprometido com a busca da verdade através de procedimentos claros e objetivos. O manual padroniza a conduta, a ação e o trabalho dos auditores, dos servidores e dos conselheiros, pois assim, terão uma linha a ser seguida”.
 
 
 
Na apresentação, a auditora Valéria Saes, enfatizou que todo o trabalho levou um ano para ficar pronto, e foi realizado por uma equipe especial de auditores, coordenada pela Diretoria de Gestão e Modernização do TCE-MS. “Com essa padronização tanto os auditores quando ingressam na Corte de Contas através do concurso público e assim que entram na inspetoria, tem um manual a ser seguido, de como serão feitas essas auditorias, e assim, essas auditorias sendo realizadas com mais eficiência e num curto espaço de tempo trará mais segurança jurídica ao processo, uma tomada de decisões melhores pelos nossos gestores públicos, e com isso, ganha o estado e ganha a sociedade”.
 
Embora não sejam obrigatórias, as recomendações da INTOSAI visam contribuir com o desenvolvimento da auditoria pública brasileira. Essas recomendações estão fundamentadas em declarações internacionais e no relatório do grupo de especialistas em contabilidade e auditoria pública dos países em desenvolvimento junto às nações unidas, por isso são de fundamental importância para que o TCE-MS possa oferecer aos seus servidores critérios técnicos e normas que auxiliam e muito nos trabalhos de fiscalização.
 
 
No Manual estão descritas desde as fases preliminares de levantamento de informações e planejamento, passando pela execução até a elaboração do relatório. Para a composição do documento foram incorporadas Normas Internacionais de Auditoria das Entidades de Fiscalização Superiores (INTOSAI), Normas Brasileiras de Auditoria no Setor Público (NBASP), Normas de Auditoria Governamental (NAG), Normas de Auditoria do Tribunal de Contas da União (NAT). Foram incorporadas também as experiências de sucesso de outros Tribunais de Contas do País.
 
Com a padronização na condução das auditorias de conformidade, o TCE-MS ganha mais agilidade e eficiência no cumprimento da função institucional e a sociedade ganha também, com o maior rigor na fiscalização e gestão dos recursos públicos. Tudo isso visando apresentar um trabalho que ofereça subsídios para o julgamento realizado pelos conselheiros do Tribunal de Contas, por meio da disseminação das modernas técnicas de Auditoria de Conformidade internacionalmente reconhecidas.
 
 
O Tribunal de Contas está trabalhando cada vez mais pela efetividade do controle nas contas públicas para a consolidação de um estado cada vez mais desenvolvido e com a implementação destes instrumentos, o TCE-MS dará um importante passo rumo ao alcance dos seus objetivos estratégicos e no cumprimento de sua missão institucional. A devida utilização desta ferramenta contribuirá para o aprimoramento da gestão pública, intensificará a confiabilidade de sua imagem perante toda a sociedade, combatendo a corrupção, os desvios e a ineficácia na aplicação dos recursos públicos.
 

Participaram também da entrega do Manual, o diretor de geral do TCE-MS, Eduardo dos Santos Dionizio e ainda auditores que auxiliaram no processo do documento. 

 

fonte: http://www.tce.ms.gov.br/lista_noticias/detalhes/196044

A CR-IRB (Central de Relacionamento do Instituto Rui Barbosa),

Acessar agora

é uma importante ferramenta de tecnologia desenvolvida com o objetivo de melhorar a qualidade do atendimento aos associados, parceiros e cidadãos, possibilitando a demanda de serviços via internet com a geração de uma solicitação online.