O Comitê de Aperfeiçoamento Profissional, que tem à frente dos trabalhos a Conselheira do TCE-TO, Dóris Coutinho, é o comitê responsável pela coordenação da Rede das Escolas de Contas – REDUCONTAS.
Como destaque dos trabalhos desenvolvidos após várias reuniões, há o estabelecimento das seguintes ações:

1) acompanhamento do banco de talentos e do portal de cursos das Escolas de Contas;

2) auxílio na Rede Nacional de Compras Públicas com indicação de professores de licitação para participar da Rede;

3) acompanhar o Termo de Adesão à Escola Virtual de Governo, e

4) a elaboração de uma trilha de formação do auditor de controle externo.

BANCO DE TALENTOS

Ao longo do ano de 2018, durante as reuniões da Rede de Escolas de Contas-REDUCONTAS, coordenada pelo Comitê de Aperfeiçoamento Profissional do IRB, foram discutidos vários temas, dentre os quais: a necessidade de se criar um banco de talentos dos professores a fim de se facilitar a troca de profissionais, a criação de um portal de divulgação dos cursos oferecidos pelas Escolas, o aproveitamento e compartilhamento de cursos produzidos por uma Escola para as demais, a dificuldade em capacitação em auditoria, integração com outras instituições, criação de um plano nacional de formação de auditores do setor público.

O Banco de Talentos é uma base de dados com o nome de servidores dos Tribunais de Contas que ministram capacitações nas Escolas, com suas especializações, com a relação dos cursos que já ministraram.

Assim, o banco é uma ferramenta de cooperação entre as Escolas para compartilharem seus talentos.

Em breve essa ferramenta já estará disponível em formado de plataforma de dados acessível à toda comunidade.

PROGRAMA DE FORMAÇÃO DO AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

Sobre o Programa de Formação de Auditores de Controle Externo, verificou-se uma disparidade de oferta de cursos de formação em auditoria pelos TCs; identificou-se uma demanda de cursos setoriais conforme o objetivo de auditoria, como por exemplo as demandas levantadas no âmbito do Projeto TCU-IRB-OCDE para fiscalização coordenada em políticas públicas descentralizadas (governança multinível) cujo piloto está sendo executado na área de educação; verificou-se a dificuldade de padronização de cursos em auditoria pela falta de harmonia entre conceitos básicos de auditoria entre os Tribunais de Contas.

Ante tal diagnóstico, o Comitê analisou uma relação de cursos essenciais para os servidores dos TCs que atuam nas áreas de fiscalização, seguindo as tendências de cursos debatidas no âmbito da OLACEFS, da INTOSAI[1] e pelo pacote de cursos ofertados pelo Instituto Serzerdelo Correa – ISC/TCU aos seus servidores, comparou estes cursos com as Normas Internacionais de Auditoria traduzidas oficialmente nas Normas Brasileiras de Auditoria do Setor Público – NBASP, identificou competências profissionais essenciais e aprovou o programa de formação do auditor de controle externo.

O programa é, portanto, uma diretriz para as Escolas de Contas elaborarem seus planos de capacitação de servidores dos TCs que participam das atividades de fiscalização. O documento, na íntegra, pode ser acessado na livraria do IRB ou diretamente no link abaixo:

PROGRAMA DE FORMAÇÃO DO AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

EDUCONTAS

O EDUCONTAS é o grande Encontro das Escolas de Contas. A iniciativa do evento é das Escolas de Gestão dos Tribunais de Contas, com deliberação em Reuniões Técnicas da Rede de Escolas de Contas, promovidas pelo Comitê de Aperfeiçoamento Profissional, sob a coordenação do Instituto Rui Barbosa (IRB). A ação visa a interação de gestores e técnicos que atuam na educação profissional dessas unidades de ensino, a fim de compartilhar boas práticas na gestão educacional disponibilizadas aos servidores dos Tribunais de Contas, aos órgãos e entidades jurisdicionados e para a sociedade civil.

 

Missão

“Promover a integração, o desenvolvimento e o aperfeiçoamento dos métodos e procedimentos de controle externo, aproximando instituições e sociedade, de modo a fortalecer ações que beneficiem a coletividade”

Visão

“Ser referência no conhecimento e na promoção da qualificação e da integração dos órgãos de controle externo”

Sede do IRB
  • Edifício ION. SGAN 601, Bloco H, Sala 71/73, Térreo – Asa Norte, Brasília – DF CEP: 70.830-018

Subsede – “Endereço para correspondências”
  • Tribunal de Contas do Estado do Paraná – Praça Nossa Senhora de Salette – S/Nº – Centro Cívico – Curitiba – Paraná / PR – CEP 80530-910 Brasil

Rolar para cima