EVENTO FAZ BALANÇO DAS AÇÕES DO CIENTISTA CHEFE INFRAESTRUTURA VIÁRIA E INFORMA NOVO CICLO DE ATIVIDADES

Acelerar a infraestrutura viária existente no Ceará e qualificar a construção dessa infraestrutura. Esses são os principais objetivos ligados ao novo ciclo do Projeto Cientista Chefe Infraestrutura Viária, apresentado na sede do Tribunal de Contas do Estado do Ceará, nesta sexta-feira (13/5). O encontro, que reuniu representantes do controle externo, do governo, da academia e do setor privado, também visou demonstrar os principais resultados do primeiro ciclo do Projeto, uma parceria entre Tribunal de Contas e a Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap).

Presidente do TCE Ceará Valdomiro Távora

“É certamente uma grande oportunidade para nossa instituição o estabelecimento desse tipo de parceria, pois assim otimizamos nossa atuação conjunta para a melhoria da fiscalização das estradas, principalmente, em virtude do elevado valor de investimento envolvido nessa tipologia de obra, frente às nossas limitações de recursos para fiscalização”, afirmou o presidente do TCE, conselheiro Valdomiro Távora, na abertura do evento. O presidente também citou a atuação do Núcleo de Pesquisa (Nupesq), unidade do Instituto Plácido Castelo (IPC) responsável por realizar o acompanhamento do Programa Cientista Chefe no âmbito da Corte.

Presidente do IRB Edilberto Pontes (TCE-CE)

A mesa de abertura contou com a participação do vice-presidente do TCE e presidente do Instituto Rui Barbosa (IRB), conselheiro Edilberto Pontes, que fez um breve histórico da parceria estabelecida entre a Funcap, a Universidade Federal do Ceará (UFC) e a Corte de Contas para executar o Cientista Chefe a partir de 2019. “A simbologia deste evento é extremamente importante, pois, é resultado de um processo de construção e diálogo”, e complementou: “A inovação precisa de um ecossistema, da atuação em rede, levando em consideração, o investimento aplicado”.

Evento Cientista Chefe

Também compuseram a mesa, o presidente da Funcap, Tarcísio Pequeno, o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Carlos Décimo, o coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Caracterização de Materiais para Infraestrutura (INCT-Infra) e coordenador do Cientista Chefe Infraestrutura Viária, Jorge Soares, e o diretor de Comércio Exterior da Federação das Indústrias do Estado, Marcos Antônio Ferreira Soares.

Painéis expositivos: balanço do primeiro ciclo e novos projetos

Ao abrir os painéis expositivos, o coordenador do INCT-Infra e Cientista-chefe, Jorge Soares, explicou que foram executados, durante o primeiro ciclo, três iniciativas – o subprojeto que fez a revisão e proposição de normas à Superintendência de Obras Públicas do Governo do Estado do Ceará (SOP), incluindo o dimensionamento de pavimentos; o subprojeto 2, voltado à transformação digital na área de infraestrutura rodoviária; e o sub-projeto As-built: levantamentos-piloto para comparativos projeto e obra.

Sete normas propostas, 23 ferramentas para detecção de buracos, trincas, de detecção de sinalização e de visualização de erros (Transformação Digiral) e 47,2 km de rodovias estaduais avaliadas (Sobral, Pecém e Maranguape) a partir de coletas de campo e ensaios de laboratório realizados. Estas foram algumas das entregas realizadas durante o primeiro ciclo do Cientista Chefe Infraestrutura Viária, apontadas pelo coordenador.

Ao quantificar os benefícios do Cientista Chefe nos últimos dois anos, Jorge Soares explicou que, comparando o investimento alocado com o Programa com o custo de “realizar” a iniciativa por empresa privada, verificou-se a economia para os cofres públicos de R$ 2,39 milhões. “Há a economia imediata de recursos e existe uma série de ganhos intangíveis, como a troca de conhecimento, a cultura da atualização sistemática de instrumentos, aproximação Academia e stado, dentre outros”, apontou Jorge.

Evento Cientista Chefe

Sobre a parceria realizada com o TCE Ceará, Jorge Soares ressaltou: “encontramos no Tribunal de Contas um grupo qualificado, com fácil diálogo em todos os níveis da gestão, incluindo o quadro técnico, com quem fomos capazes de desenhar quais são as verdadeiras demandas do Tribunal no que diz respeito à estrutura viária”.

Os dois novos projetos a serem executados pelo Cientista Chefe Infraestrutura Viária foram apresentados pela professora doutora Juceline Bastos e pelo professor doutor Lucas Babadopulos.

Juceline explicou as ações a serem realizadas do subprojeto “Tecnologia para implementação de atividades de perícia em obras rodoviárias do Ceará visando controle de qualidade”. Coordenador do subprojeto “Ferramentas de avaliação da qualidade de rodovias do estado do Ceará, com vistas à transparência no serviço público e à eficiência governamental”, Lucas informou as principais etapas de trabalho desta iniciativa.

Evento Cientista Chefe

Ao final, houve debate mediado pelo coordenador adjunto do Nupesq, Raimir Holanda Filho, com a participação da plateia e envio de perguntas daqueles que acompanham o evento pela transmissão realizada no canal oficial do TCE Ceará no You Tube.

Também participaram do encontro o conselheiro Rholden Queiroz, o conselheiro substituto, Itacir Todero, o Procurador-Geral de Contas, Júlio Saraiva, e da Diretora executiva do IPC, Hilária Barreto, além de gestores e representantes do TCE Ceará e de órgãos públicos e privados.

Evento Cientista Chefe

O evento foi uma realização do TCE Ceará e do Projeto Cientista Chefe Infraestrutura Viária, e contou com o apoio do Instituto Rui Barbosa, do Instituto Plácido Castelo, do Programa Cientista, da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) e do Governo do Estado do Ceará.

Fonte: texto e imagens TCE-CE

Facebook
Twitter
WhatsApp
Rolar para cima