IRB APOIA A REALIZAÇÃO DA AUDITORIA OPERACIONAL EM POLÍTICAS PÚBLICAS DE COMBATE À DESERTIFICAÇÃO DO SEMIÁRIDO

Uma Auditoria Operacional em Políticas Públicas de Combate à Desertificação do Semiárido está sendo coordenada pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), com a participação dos Tribunais de Contas dos Estados do Ceará (TCE-CE), Rio Grande do Norte (TCE-RN), Pernambuco (TCE-PE) e Sergipe (TCE-SE), e o apoio do Núcleo de Supervisão de Auditorias do Tribunal de Contas da União (NAS-TCU), do Instituto Rui Barbosa (IRB), da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) e da Rede Integrar.

Durante três dias (17, 18 e 19/08) técnicos dos Tribunais de Contas que participam da Auditoria estiveram reunidos no TCE-PB debatendo sobre questões relacionadas ao processo de desertificação das áreas secas do Nordeste, com objetivo discutir sobre as etapas da Auditoria Coordenada e validar a matriz de planejamento para execução da auditoria. A próxima etapa será elaborar a matriz de achados. O relatório final será apresentado durante um seminário programado para acontecer em novembro, no Tribunal de Contas da Paraíba, retratando a realidade de cada estado participante.

Durante o Painel de Referência, que aconteceu na manhã desta sexta-feira (19), de forma híbrida, foram ouvidos especialistas sobre o tema. O evento foi transmitido ao vivo pela TV TCE-PB, canal da Corte de Contas, no YouTube.

O presidente do TCE-PB, Conselheiro Fernando Catão, destacou no momento inicial da apresentação do Painel de Referência, a importância do tema da Auditoria Coordenada. “A auditoria constitui uma oportunidade importante para a Região Nordeste, pela possibilidade de apontar caminhos e alternativas para os principais problemas do Semiárido, a exemplo da gestão e qualidade das águas e do abastecimento e recuperação de áreas”, ressaltou.

O resultado da auditoria operacional será também apresentado no Encontro Nacional dos Tribunais de Contas que ocorrerá entre os dias 16 a 18 de novembro.

Coordenam a Auditoria Operacional os auditores do controle externo da Diretoria de Auditoria e Fiscalização (Diafi), do TCE-PB, Adriana Rego, Lúcia Patrício e Júlio Uchoa Cavalcanti. Além de Éric Campos, do Núcleo de Supervisão de Auditorias (NSA), do TCU.

A fiscalização faz parte do plano de trabalho da Rede Integrar, composta pelos Tribunais de Contas brasileiros para avaliação de políticas públicas descentralizadas.

 

Com informações do TCE-PB.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Rolar para cima