Padronização de conceitos é o foco da segunda edição do Fórum Nacional de Auditoria em Belém

18 de fevereiro de 2019 por em Notícias

O Instituto Rui Barbosa (IRB) realiza hoje e amanhã (18 e 19) a segunda edição do Fórum Nacional de Auditoria na região Norte, em Belém (PA). Na abertura do encontro, o presidente do IRB, conselheiro Ivan Lelis Bonilha, enfatizou a importância de que os Tribunais de Contas estejam em dia com suas práticas técnicas, sendo que um trabalho de auditoria de qualidade traz impactos diretos à reputação dos Tribunais. “Pelo IRB, temos estabelecido uma rotina de integração completa com nossas associações corporativas. Há um regime de confiança em nossas instituições e entendo que esse é o caminho. No momento em que discutimos questões medulares para o estado brasileiro, como Previdência, precisamos estar atualizados quanto às nossas práticas”, assinala. Já o conselheiro Odilon Teixeira, corregedor do TCE-PA (representando o presidente em exercício do TCE-PA, disse que o IRB está cumprindo sua missão, capacitando os seus servidores. “De fato, o IRB é a casa do conhecimento dos TCs”, elogiou.

Além do presidente do IRB e do conselheiro Odilon Teixeira, estavam presentes o presidente da ANTC (Associação Nacional dos Auditores de Controle Externo dos Tribunais de Contas), Francisco José Gominho Rosa (TCE-PE) os conselheiros Inaldo Paixão (TCE-BA), vice-presidente de Auditoria do IRB, Rosa Egídia Crispino Calheiros Lopes (TCEPA), suplente de vice-presidente do IRB, Rodrigo Siqueira Cavalcante (TCE-AL), Sérgio de Souza Leão, presidente do TCM-PA, José Alexandre Cunha (TCM-PA), Luis da Cunha Teixeira, presidente do Conselho Consultivo da Escola de Contas do TCE-PA, Maria de Lourdes Lima de Oliveira (TCE-PA), Milene Dias da Cunha (TCE-PA), diretora de Defesa de Direitos e Prerrogativas e de Assuntos Corporativos da Atricon, representando o presidente Fabio Nogueira, Julival Silva Rocha (TCE-PA), Daniel Mello (TCE-PA), Edvaldo Fernandes da Souza (TCE-PA), Elizabeth Picanço (TCE-AM), bem como Silaine Karine Vendramin, procuradora geral do Ministério Público do Estado, Stanley Botti Fernandes, procurador do Ministério Público de Contas do Estado.

Adequação aos parâmetros internacionais de auditoria

Durante dois dias, os profissionais vão se aprofundar sobre as Normas Brasileiras de Auditoria do Setor Público (NBASP), buscando padronização de linguagens, harmonização de conceitos e adequação aos parâmetros internacionais de auditoria . Nesse sentido, o presidente do IRB aproveitou para homenagear o conselheiro Inaldo Araújo (TCE-BA), que há anos vem se debruçando sobre a importância da padronização das normas contábeis no setor público e que, mais do que nunca, se faz necessário. Bonilha também ressaltou que o evento tem um efeito simbólico, já que em 1973 em um cartório em Belém do Pará foi registrada a ata de fundação do Instituto. Por esse motivo, estar ali novamente é sempre uma grata satisfação, especialmente em um momento em que a integração é a palavra-chave para todos os Tribunais.

IRB critica ataques aos Tribunais de Contas

O presidente do IRB também criticou os ataques recentes ocorridos na mídia contra a atuação dos Tribunais de Contas do país, órgãos da mais extrema importância e sem o qual o cidadão seguiria desprotegido pela correta aplicação das verbas públicas. “São críticas vazias, sem fundamento nem dados concretos, demonstrando inclusive falta de conceitos sobre o que é o estado”, afirma Bonilha.

O presidente da ANTC (Associação Nacional dos Auditores de Controle Externo dos Tribunais de Contas), Francisco José Gominho Rosa (TCE-PE), mencionou a evolução do sistema dos TCs apesar das críticas. “Temos dado respostas e daremos muito mais. Exemplos disso são a iniciativa do Marco de Medição da Atricon e a realização desse Fórum, que trará para a sociedade uma clareza de como funciona os TCs. A ANTC dá total apoio ao Fórum Nacional de Auditoria, com divulgação e presença nos próximos eventos”, ressaltou.

Por meio de palestras e workshops, o gerente de Avaliação de Políticas Públicas do IRB, Nelson Granato, e a servidora Denise Gomel (TCE-PR), farão demonstrações sobre a importância de padronização na prática e vão sanar as principais dúvidas dos profissionais para avançar rumo à melhoria do controle externo. Além disso, estudos de caso vão facilitar ainda mais o entendimento e sua aplicabilidade.

Conheça a programação completa:

Palestra: O papel da NBASP 100 nas fiscalizações dos Tribunais de Contas.
Palestrante: Denise Gomel (TCE-PR)

Mesa de discussão: A aplicação da NBASP 100 no dia a dia das fiscalizações – do planejamento ao relatório das auditorias.
Facilitadores: Representantes de Controle Externo dos Tribunais de Contas da Região Norte e Nelson Nei Granato Neto (IRB).

Estudo de Caso: A Auditoria passo a passo: a documentação dos trabalhos e sua aderência à NBASP 100.
Facilitadoras: Denise Gomel (TCE-PR) e Anne Emília Costa Carvalho (TCE-RN).

Estudo de Caso: A Auditoria passo a passo: a documentação dos trabalhos e sua aderência à NBASP 200.
Facilitadores: Nelson Nei Granato Neto (TCE-PR), Cleyton Marcelo Medeiros Barbosa (TCE-RN) e Jorge Pinto de Carvalho Júnior (TCM-SP).

O Fórum Nacional de Auditoria é organizado pelo IRB em parceria com o TCE PA e tem como apoiadores institucionais a Atricon, a Abracom, o TCE PR, o TCM PA e a Itaipu Binacional.

    Cartão