PRESIDENTE DO COMITÊ TÉCNICO DE TECNOLOGIA, GOVERNANÇA E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DO IRB PARTICIPOU DE EVENTO ABORDANDO O “CONTROLE DO FUTURO”

Durante os dias 23 e 24 de agosto, deste ano, foi realizado o “Encontro Controle do Futuro”, sediado no Centro Internacional de Convenções do Brasil, em Brasília-DF. O encontro configura-se como um espaço de networking e intercâmbio para relacionamento entre profissionais, mercado, academia e terceiro setor, compartilhando conteúdos elaborados com a finalidade de influenciar a atividade de controle, discutindo alternativas para temas emergentes do cotidiano da Administração Pública, apresentando casos bem-sucedidos e de alto impacto que exploram tendências de uso das novas tecnologias e desenvolvem as competências do auditor do futuro.

O IRB foi representado no evento pelo Presidente do Comitê Técnico de Tecnologia, Governança e Segurança da Informação dos Tribunais de Contas, Conselheiro Carlos Neves, Ouvidor do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE).

O Conselheiro Carlos Neves palestrou no painel que abordou como tema: “Cenários e Tendências para o Controle do Futuro: Perspectivas Tecnológicas e Humanas”. O debate teve a participação do secretário de fiscalização do Tribunal de Contas da União (TCU), Wesley Vaz, e da Conselheira Substituta do Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO), Heloísa Godinho.

Carlos Neves destacou como fundamental o intercâmbio, a troca de ideias com setores públicos que já possuem resultados positivos dentro da área de inovação. Segundo o Conselheiro, o evento tem um propósito importante de provocar a nossa análise sobre o futuro do controle externo, e que o processo de transformação atinge não somente o auditor, mas todo o sistema. “Não existe mais espaço para que os Tribunais atuem olhando para o passado. É preciso olhar para frente e isso não é só um compromisso da auditoria, da área técnica, mas também do corpo julgador, do Conselho, que precisa se modernizar e avançar junto”, afirmou.

O Controle do Futuro é uma iniciativa apoiada pelo Instituto Rui Barbosa (IRB), e foi direcionada aos profissionais de auditoria, acadêmicos e pesquisadores interessados em considerar novas habilidades de liderança e o impacto do uso da tecnologia nas atividades de controle no Brasil. As discussões abordaram questões como dados, nuvem, inteligência artificial e segurança, além de inovação, transformação digital e liderança.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Rolar para cima