O Grupo de Gestão de Pessoas foi criados a partir da proposta de modernização implantada pelo Programa de Modernização do Controle Externo – PROMOEX em 2006, representada pelo subcomponente 2.6 “Adequação da Política de Gestão de Pessoas”.

Objetivo: fortalecer os mecanismos de gestão de pessoal para melhorar a qualidade das políticas de alocação, cargos e salários, avaliação e capacitação de pessoas.

E, desde então, os encontros da rede passaram a fazer parte do calendário oficial do Sistema de Controle Externo por meio do grande evento denominado “Encontro Nacional de Gestão de Pessoas dos TCs”

Em 2019, a rede passou a ser coordenada no âmbito do Instituto Rui Barbosa com a constituição do Comitê de Gestão de Pessoas. Mais informações e acesso às atas do Comitê clique aqui.

Conheça agora as AÇÕES DA REDE DE GESTÃO DE PESSOAS.

ENCONTRO NACIONAL DE GESTÃO DE PESSOAS

Realização: TCE/TO
Local: Tribunal de Contas do Estado de Tocantins
Ano: 2008

Programa do Encontro
Organização do Encontro

Realização: TCE/PE
Local: Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco
Ano: 2010

Plano de Ação GGP – 2010
Relatório Atividades 2010

Realização: TCE/SC
Local: Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina
Ano: 2011

Relatório Ações GGP 2011
Ações para GGP – 2012
Programa 2011

Realização: TCE/SC
Local: Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina
Ano: 2012

Relatório final indicadores GGP – 2012
Proposta Plano Estratégico IRB 2013
Programa 2012

Realização: TCE/MT
Local: Tribunal de Contas do Estado do Mato Grosso
Ano: 2013

Relatório V Encontro Técnico de Gestão de Pessoas
Programa 2013

Realização: TCE/MG
Local: Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais
Ano: 2014

Relatório VI Encontro Técnico de Gestão de Pessoas
Programa 2014

Realização: TCE/PB
Local: Tribunal de Contas do Estado da Paraíba
Ano: 2016

Carta de João Pessoa
Programa 2017

Realização: TCE/AM
Local: Tribunal de Contas do Estado do Amazonas
Ano: 2018

Relatório VIII Encontro Técnico
Programa Expo 2018
Programa 2018

 

Realização: TCE/PR
Local: Tribunal de Contas do Estado do Paraná
Ano: 2019

Relatório IX Encontro Técnico de Gestão de Pessoas
Programa 2019

Além dos Encontros Técnicos foram realizados os seguintes encontros:

  • Encontro de Capacitação do Grupo de Gestão de Pessoas, no período de 16 a 18 de agosto de 2010, em Brasília-DF, com 59 participantes.

    O objetivo do evento era compartilhar conhecimentos e informações acerca da atuação em Gestão de Pessoas, propiciando a atualização na área e facilitando o cumprimento das metas mínimas previstas para o Subcomponente 2.6 do Promoex. (doc.anexo – Relatório Capacitação DF 2010)

  • Workshop sobre Gestão do Clima Organizacional, ministrado pelo Instituto Serzedello Corrêa, com o objetivo de analisar o modelo de Gestão do Clima Organizacional implantado no Tribunal de Contas da União e fomentar a discussão em todos os Tribunais de Contas do Brasil. O evento ocorreu nos dias 25 e 26 de setembro de 2012, em Brasília-DF, com 29 participantes e 19 Tribunais representados.
COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS

Com a aprovação do quadro de competências profissionais da INTOSAI em 2019, a Rede de Gestão de Pessoas dos TCs, coordenada pelo Comitê de Gestão de Pessoas do IRB, e Rede das Escolas de Contas, coordenada pelo Comitê de Aperfeiçoamento Profissional, passaram a trabalhar juntas na tradução do documento.

Após uma primeira tradução, abertura para consulta pública no âmbito das redes, e apoio da equipe do núcleo de imagem do TCEPR para diagramação do documento, as Redes publicaram a tradução oficial para o português do Quadro de Competências Profissionais da INTOSAI. LEIA

A tradução do Quadro de Competências Profissionais da INTOSAI desencadeou diversas ações no âmbito do IRB, da Rede das Escolas e Rede de Gestão de Pessoas. Os Tribunais de Contas que já tinham um mapeamento de competências, passaram a revisá-los. A Rede das Escolas de Contas que tinha desenvolvido um Programa de Formação de Auditores do Setor Público passou a rever seu programa visando a convergência com as competências profissionais da INTOSAI. A Rede de Gestão de Pessoas fomentou os Tribunais que não tinham política de gestão de pessoas baseadas em competências a desenvolvê-la.

E, por conta das ações das Redes, o TCU convidou alguns representantes de Tribunais para participarem do Grupo de Trabalho-GT criado para desenvolver uma trajetória profissional de auditoria e apresentar um quadro de competências nacional, baseado no quadro desenvolvido pela INTOSAI.

Assim, em agosto de 2020, foi apresentado pelo GT e validado pelas Redes o Quadro Nacional de Competências Profissionais de Auditoria:

TRAJETÓRIAS PROFISSIONAIS

Trajetórias Profissionais são ferramentas de desenvolvimento de competências profissionais e podem ser conceituadas como uma “sequência de papéis ou funções de complexidade crescente que podem ser ocupados pelo servidor em dado contexto de atuação profissional, associados aos respectivos perfis profissionais” .

Após a apresentação desta boa prática, pelo TCU, durante o IX Encontro Técnico de Gestão de Pessoas dos Tribunais de Contas do Brasil, em 2019. A rede se mobilizou para realizar oficinas de criação de trajetórias Profissionais com diretrizes nacionais que possam servir de base ou modelo para que cada Tribunal desenvolva sua própria ferramenta.

Além das oficinas realizadas pela Rede de Gestão de Pessoas e Rede das Escolas de Contas, o TCU convidou alguns representantes das redes para participarem do Grupo de Trabalho de criação da trajetória profissional de auditoria cujo produto também representa a diretriz nacional.

A Trajetória tem como base o quadro nacional de competências profissionais e representa a sequência de papéis ou funções de complexidade crescente que pode ser ocupada por auditores do setor público. É uma trajetória transversal a outras trajetórias de perfis profissionais específicos ou macroprocessos de fiscalização específicos, como por exemplo: avaliação de políticas públicas, auditoria e fiscalização de obras públicas, auditoria e fiscalização do setor regulado, etc.

Construída durante as oficinas de criação de Trajetórias Profissionais, as Redes de Gestão de Pessoas e das Escolas de Contas desenvolveram juntas o mapeamento das atividades relacionadas com gestão de pessoas; a definição das competências profissionais da área de gestão de pessoas; e as funções e papeis esperados do profissional por nível, culminando no desenvolvimento de uma diretriz para a trajetória Profissional de Gestão de Pessoas.

Missão

“Promover a integração, o desenvolvimento e o aperfeiçoamento dos métodos e procedimentos de controle externo, aproximando instituições e sociedade, de modo a fortalecer ações que beneficiem a coletividade”

Visão

“Ser referência no conhecimento e na promoção da qualificação e da integração dos órgãos de controle externo”

Sede do IRB
Subsede – “Endereço para correspondências”
Rolar para cima