Tesauro de Contas Nacional

Você sabe o que é o Tesauro de Contas Nacional?

O Comitê de Gestão da Informação do Instituto Rui Barbosa apresenta, em formato de vídeo, o Tesauro de Contas Nacional (TCN), plataforma que padroniza e aprimora busca de informações no âmbito do Controle Externo.

 

O vídeo informativo conta com a participação do Conselheiro Edilberto Pontes do Tribunal de Contas do Estado do Ceará e Presidente do Comitê de Gestão da Informação do IRB. Assista a íntegra do vídeo abaixo:

Mais sobre o TCN

A palavra thesaurus, etimologicamente, tem origem no grego e no latim e significa tesouro, tendo sido durante muito tempo usada para designar léxico, ou tesouro de palavras (CAMPOS; GOMES, 2006)[1].

Na atualidade, a palavra tesauro tem sido utilizada em sua acepção de conjunto de vocábulos inter-relacionados, construído em função da semântica/significado dos termos, para um dado contexto de uso e aplicação. O tesauro é, desse modo, constituído por uma lista de termos padronizados e inter-relacionados semanticamente com o objetivo de uniformização terminológica.

Suas funções são: padronizar e contextualizar termos que possam representar conceitos diferentes (exemplos: amortização no contexto bancário tem significado diverso de amortização no contexto da contabilidade patrimonial); uniformizar termos diferentes que representam o mesmo conceito (exemplos: gratificação natalina, décimo terceiro salário, 13º salário e abono de natal) e realizar o controle da imprecisão da linguagem natural ocorrida em virtude dos fenômenos linguísticos da polissemia e da ambiguidade.

Tendo em vista a importância desse instrumento para os sistemas de recuperação da informação, o Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF), em parceria com o Tribunal de Contas da União (TCU), empreendeu a iniciativa de construção de um tesauro de abrangência nacional para o domínio do controle externo, denominado Tesauro de Contas Nacional (TCN).

O TCN conta com 3.189 termos, interligados por 5.114 relações semânticas e 1.218 vocábulos que representam o controle de sinônimos, quase-sinôminos ou equivalências terminológicas (termos não-preferidos). As relações semânticas existentes no TCN foram construídas em função do significado dos termos, que representam os conceitos do controle externo. Os termos estão agrupados em 16 (dezesseis) categorias temáticas, que podem ser consultadas no endereço eletrônico: https://tesauro.irbcontas.org.br/index.php.

Atualmente, a responsabilidade pela gestão e atualização do TCN é do Fórum Nacional dos Bibliotecários e Arquivistas dos Tribunais de Contas – Bibliocontas – em parceria com o Comitê Técnico de Gestão da Informação do Instituto Rui Barbosa (IRB).

O TCN pode ser utilizado no âmbito dos tribunais de contas na organização de documentos por assunto em bases de dados, proporcionado, em virtude disso, resultados mais precisos na recuperação das informações. Também pode ser adotado em sistemas institucionais que demandem controle terminológico, a exemplo daqueles de consulta e acompanhamento processual. Na organização de árvores temáticas em portais, o tesauro permite reunir as decisões de uma área de interesse sob o mesmo termo, especificando suas subdivisões temáticas e facilitando a localização de documentos.

A gestão do TCN deve ser um trabalho colaborativo entre os tribunais de contas. Desse modo, sugestões de inclusão e modificação de termos são bem vindas.

Acesse aqui o Tesauro de Contas Nacional.

[1] CAMPOS, Maria Luiza Almeida; GOMES, Hagar Espanha. Metodologia de elaboração de tesauro conceitual: a categorização como princípio norteador. Perspect. Ciênc. Inf., Belo Horizonte, v. 11, n. 3, p. 348-359, set./dez. 2006.

*Texto elaborado pelo Comitê de Gestão da Informação do IRB

 

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Missão

“Promover a integração, o desenvolvimento e o aperfeiçoamento dos métodos e procedimentos de controle externo, aproximando instituições e sociedade, de modo a fortalecer ações que beneficiem a coletividade”

Visão

“Ser referência no conhecimento e na promoção da qualificação e da integração dos órgãos de controle externo”

Sede do IRB
Subsede – “Endereço para correspondências”
Rolar para cima