IRB participa do evento Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios

15 de abril de 2019 por em Notícias

O Instituto Rui Barbosa (IRB) participou ativamente da  XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que foi realizada em Brasília de 8 a 11 de abril. Realizada anualmente desde 1998, a Marcha tornou-se o maior evento político do Brasil, contanto com a presença de mais de 5 mil participantes, entre prefeitos, secretários municipais, vereadores, senadores, governadores, parlamentares estaduais e federais, ministros e presidentes da República. Durante o evento são discutidas questões que influenciam o dia a dia dos Municípios e são apresentadas as reivindicações do movimento municipalista.

Na pauta de discussões no que se refere à gestão pública, entre outro assuntos, foram debatidos os mecanismos para melhorar a relação entre os órgãos de controle e a administração local. A mesa de autoridades foi composta, dentre outros, pelo conselheiro Joaquim Alves (TCM-GO), representando a Atricon, o conselheiro Ivan Lelis Bonilha, presidente do IRB, José Mucio, presidente do TCU, Glademir Aroldi, presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), especialistas e demais autoridades.

IRB com foco na qualificação de servidores dos TCs

Entre os palestrantes, o presidente do IRB, conselheiro Ivan Lelis Bonilha, explicou sobre a função primordial do IRB, dentre as quais está a qualificação dos servidores dos Tribunais. Abordou ainda as dificuldades impostas aos prefeitos e à atuação que exige firmeza, parcimônia e comprometimento.

O presidente do IRB expôs ainda que a entidade e o sistema Tribunais de Contas está à disposição das prefeituras para auxiliá-las na melhor administração possível. Bonilha explicou aos participantes do evento que “o Instituto é uma entidade que congrega todos os Tribunais e nosso foco se centraliza em fazer treinamento aos técnicos de controle e relacionado às atividades dos especialistas de controle”, explicou. Bonilha destacou que a maioria dos prefeitos tem a intenção de acertar e de ter aprovação popular e, muitas vezes, diante de uma impossibilidade técnica, é induzida a cometer erros.

Tribunais de contas: parceiros na busca de excelência na gestão municipal

Já o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), o ministro José Mucio, ressaltou que os Tribunais de Contas brasileiros estão dispostos a auxiliar os municípios na melhor administração possível. Ressaltou que a internet é um recurso que pode ser utilizado para alcançar a excelência na gestão municipal. Sugeriu que os prefeitos procurem as cortes de contas para que encontrem parceiros e não fiscais, como meio de vencer os desafios diárias que uma administração municipal exige.

O conselheiro Joaquim Alves (TCM-GO), representando a Atricon durante o encontro, explanou sobre a atuação da entidade em defesa da democracia e na busca pela melhor gestão dos Tribunais de Contas, com destaque para o Marco de Medição do Desempenho dos TCs (MMD-TC), instrumento que mede o desempenho dos TCs. Ele destacou ainda que o custo-benefício da existência e atuação dos TCs é completamente plausível, exemplificando que para cada 100 reais fiscalizados, o custo do sistema Tribunais de Contas é da ordem de 20 centavos.

    Cartão